sábado, 19 de março de 2011

Vereador é Vítima de Golpista

Pastor Clodoaldo Malafaia.

Por favor é preciso que o senhor mantenha meu nome em sigilo, em vista do caráter incólume de minha figura pública. Sou um vereador do maravilhoso estado do Espírito Santo, terra da Festa da Polenta, de planícies extensas e litoral encantador. Infelizmente ainda não sou dizimista, pois o senhor sabe como ganha mal um servidor público no Brasil.

Sou e sempre fui leal à minha querida esposa. Com exceção das vígilas da madrugada no templo e as reuniões de emergência da câmara, não me ausento para nada, não desvio o olhar para moças da vida, nem digo obscenidades. Sou varão honesto e obedeço à Deus.

O Diabo, no entanto, é um desgraçado ardiloso, que não tolera ver um homem feliz. Semanas atrás, manifestou-se na forma de uma estranha aparição. Uma garota em uma blusa justa, ressaltando as linhas bronzeadas, e uma saia que pouco deixava à imaginação, veio a meu escritório com graves e disparatadas acusações. Na minha própria frente, foi capaz de mentir que quatro meses teríamos nos envolvido sexualmente, enebriados por champanha, e que ela estaria hoje grávida de meu rebento.

Pastor, neste dia, quatro meses antes, estive no templo orando muito pela saúde de minha esposa, que estava de cama devido à uma pneumonia. Este fato pode ser confirmado por meu bom amigo e também vereador Pr. Brandão, que comigo também esteve envolvido nestas preces, não só por minha família, como pelo bem-estar dos órfãos, das viúvas e dos desgarridos. Imagine então o semblante atônito que me dominou quando ouvi tamanha calúnia.

Esta jovem não desejava que eu lhe pagasse pensão alguma, pedia o reconhecimento da criança, um pedido de desculpas, e uma maleta de cinquenta mil reais. Sim, pastor, uma reles vigarista, extorquindo um homem de Deus. O coro preencheu meu rosto e, possesso, bradei vigorosamente, expulsei-a de meu escritório, e disse que não voltasse a me incomodar, pois sendo respeitável e poderoso homem público, poderia fazê-la desaparecer do dia para a noite. A teimosa, contudo, voltou diversas vezes a meu gabinete, ameaçando levar-me a mídia para fazer um tal falacioso teste médico chamado DNA.

Por muito tempo dialoguei com pr. Brandão, que é um homem iluminado e esclarecido, fortemente embasado na Bíblia, e este aconselhou-me que a nós caberia apenas orar e esperar que Deus fizesse resolução. Acatei à sua sugestão.

Para os que não acreditam na intervenção de Deus, saibam que no dia seguinte criminosos armados invadiram o barraco onde a jovem morava, praticaram-lhe vários golpes de jiu-jitsu e por fim atiraram-na das escadarias, onde veio a abortar esta criança. Depois da invasão, estes quatro homens saíram sem roubar nada. Lembrei-me daquele versículo bíblico: "a justiça tarda, mas não falha", e soube nesta hora que alguém lá em cima olhava por mim.

Ainda sou vítima de falsas acusações, mas ao lado de Jesus venço cada uma delas. É verdade que Satanás nunca se cansará de tentar um homem evangélico, mas Deus é maior.

Vereador anônimo

7 comentários:

Anônimo disse...

O bom pastor cuida de suas ovelhas!

Pastor Aricleine Natal disse...

A mão de Deus pesa.

Amém.

Anônimo disse...

Ela teve o que merecia!!!

JESUS É AMOR!!! GLORIA A DEUS!!

mano disse...

aposto que essa vigarista devia ser atéia e feminista.

mas deus lançou sobre ela o merecido castigo.

1ooo glóreas!

Anônimo disse...

Aposto que essa vigarista devia ser atéia e feminista. ²

O feminismo é uma doutrina Satânica que tenta acabar com a família, colocando a mulher no comando, transformando mulheres cristãs em católicas idolatras(redundância) lésbicas que deixam seus filhos nas garras de padres pedófilos!!!

Pr. Fulgencio Batista Lazzareto disse...

Deus em sua infinita misericordia deu uma nova chance a essa meretriz de satanás, caso ela aja de forma errada novamente tenho certeza não haverá outra chance para que ela continue com vida.

JnpWoW disse...

aposto que essa vigarista devia ser atéia e feminista. ³

Espero que Deus faça mais disso com outras vigaristas de satã!



A paz!

Postar um comentário