quinta-feira, 10 de março de 2011

Ex-medico e ex-espirita convertido



Eu odiava os evangélicos por que eles sempre atrapalhavam os tratamentos dos meus pacientes, mas no fundo eu tinha inveja por que eles curavam as pessoas de verdade, diferente de meus remédios.
Naquela época eu recebia patrocínio das empresas farmacêuticas para receitar remédios sem os pacientes estarem doentes, por exemplo: Se um paciente ai ao meu consultório e falava que sofria de convulsões, confusão mental, depressão e distúrbios temporários de memória, sintomas claros de possessão espiritual, eu diagnosticava-o com epilepsia e lhe passava um remédio caríssimo. Todos os médicos têm esses acordos.
Eu sempre abusava de minhas pacientes, diagnosticava uma mulher sadia com uma doença grave infecciosa e a internava em quarentena, durante a noite eu abusava da moça, elas estavam sempre sedadas e nem percebiam. Eu filmava tudo com meu celular e compartilhava com meus colegas médicos durante o intervalo, todos nós fazíamos isso, alguns até com homens e crianças.
Simbolo da medicina, clara referencia à serpente .

Eu dizia que era católico, mas na verdade eu era espírita Kardecista, toda sexta-feira de noite eu ia para o terreiro aqui da esquina da minha casa, lá nós jogávamos tarô apostando e fazíamos uma oferenda de farofa com aguardente para Yemanjá, tudo isso regado a drogas pesadas, era assim que preparávamos nossos corpos para receber as entidades, o pai-de-santo entrava em transe e distraia a todos, então uma entidade qualquer entrava no corpo dele e ele fazia uma encenação, enquanto todos estavam distraídos eu sorrateiramente roubava todo o dinheiro da carteira dos outros espíritas do terreiro, depois eu, o pai-de-santo dividíamos o dinheiros, uma ficava com uma parte e o pai-de-santo dividia o resto com a entidade.
Aplicando esses golpes nos pacientes e nos frenquentadores do terreiro fiquei muito rico, e certo dia, na hora de dividir o dinheiro com o pai-de-santo, tentei aplicar-lhe um golpe, fiquei com a maior parte para mim, mas a entidade viu o que fiz e avisou ao pai de santo, que na mesma hora lançou uma macumba em mim. Eu sai tranquilo de lá achando que tinha sido esperto, mas nem sabia que tinha sido amaldiçoado. 
No outro dia, estava no meu consultório acendendo meu cigarro de maconha, como todo médico, quando chegou um homem belo, forte e trajando um terno Armani preto, ele trazia sua linda e jovem mulher, que havia tropeçado e batido a cara num pedaço de madeira varias vezes. Eu já ia passar um remédio caro quando aquele homem se aproximou de mim e gritou: EM NOME DE JESUS! Era o Pastor Olemário Pereira, que apesar dos seus não aparentes 82 anos me derrubou com uma rasteira baiana e começou a ali mesmo a realizar uma sessão de descarrego. Depois disso eu não me lembro de mais nada, mas quando acordei eu me sentia bem melhor, o Pastor me contou que o encosto pomba-gira cigana tinha fugido do meu corpo levando junto o dinheiro que eu tinha roubado do pai-de-santo e meu relógio Rolex.
Ele começou a falar belas palavras em línguas e me contou sobre uma instituição maravilhosa chamada: Igreja do Primeiro Impacto. Ele também me alertou dos males do espiritismo e disse para eu nunca mais me envolver com essas forças perigosas. Eu contei a ele como eu enganava as pessoas com a medicina e como estava arrependido. Na mesma hora o Pastor me perdoou e agendou o meu batismo na piscina sagrada. Como havia parado de enganar as pessoas fiquei sem emprego, mas o Pastor me chamou para ser obreiro na Igreja do Primeiro impacto, disse que eu tinha um talento natural.

Fazem apenas dois anos, mas já encontrei uma esposa evangélica e formamos família, hoje estou esperando nosso terceiro filho. Nossa vida prosperou tanto que até consegui comprar do Pastor um Rolex igual ao que eu tinha, ele fez um preço especial para vinzimista.

16 comentários:

Anônimo disse...

FIRST A COMENTAR!! PAGUEM INFIÉIS!

Anônimo disse...

Que benção, ese cara é Ungido!!! E ao anonimo asima, o k k vc ganha sendo o primeiro?

Anônimo disse...

Esses médicos só sabem engar os crentes!

Anônimo disse...

Então enquanto a medicina salva BILHÕES de pessoas, vocês ficam aqui enganando MILHARES de idiotas?

Anônimo disse...

Em referência ao comentário acima, CONCORDO TOTALMENTE.Eu queria encontrar um desgraçado de um pastor dessa igreja fake , pra dar umas porradas .
Bando de idiotas.
Pra vcs verem, como esses pastores são ladrões, ele vendeu um Rolex (que custa em torno de 20 mil reais) pro ''ser'' que se diz medico.
Eh muita sem vergonhisse.

Anônimo disse...

OBS: esse NÃO É o brasão da Medicina.
Sem mais.

Anônimo disse...

Pena que essa Igreja é de mentirinha.
esses "depoimentos" são hilários

Anônimo disse...

Anônimo disse...
Que benção, ese cara é Ungido!!! E ao anonimo asima, o k k vc ganha sendo o primeiro?

nada, só sou o primeiro mesmo. E já que esse blog é de trolls, eu resolvi trollar também :)

Renato Cris disse...

kra, esse blog merece meus parbéns, pelo conteúdo humorístico

nunca ri tanto, como estou rindo agora

tipo, o pastor passa uma rasteira e começa a expulsar o demônio do corpo do cara foi a mais hilária

e, a alienação é tanta, que, o kardecismo, ou cristianismo redivivo, invoca iemanjá!!

mas, achei muito hilário

JnpWoW disse...

Amém irmãos!

Anônimo disse...

ahahaha ele nem desconfia q o relogio era dele msm e foi roubado pelo pastor????

Anônimo disse...

Glórias e mais glórias. Que testemunho ungido!!!

Anônimo disse...

quanta babaquice kkkk

Anônimo disse...

é mais fácil essas chamas nas asas da pomba fazerem referência a serpente do que o tal símbolo da medicina, que na realidade nem é este.
Parabéns pela sua estoria, achei bem hilária.

Fique com Deus.

Anônimo disse...

nosso to morrendo de medo de você, por mim seu espírita de meia tigela você pode fazer o que quiser, quem sabe um dia na próxima reencarnação você não encarna em uma barata seu sego, se é que existe reencarnação, pois vocês espíritas são todos uma cambada de doentes mentais sem vida, não conhecem o Deus verdadeiro das Escrituras sagradas e acham que sabem de alguma coisa,

tiago disse...

Primeiro, antes de se dizer ex espirita kardecista, estude um pouco mais, e saberá que a umbanda que você frequentava é uma religião afrô, distinta do espiritismo.
Outra coisa, pastor com rolex??? Preço especial para dizimista???
Isso está mais cheirando a contrabando via Paraguai...esse rolex é mais falsificado do que seu diploma de médico.

Postar um comentário