quarta-feira, 23 de junho de 2010

MPCETA

Recebi esse relato de um fiel , via carta, aonde ele relata as tragédias ocorridas na familia de seu primo , uma família ateía sem Deus no coração.

"Esse foi o ocorrido com meu primo , de nome Antônio Carlos Moreira, filho de pai adevogado e mãe vereadora, os dois ricos e respeitados cidadãos de nossa pacata cidade.

Tonho , como era chamado, estudou nos melhores colégios e sempre teve do bom e do melhor. Com tênis Nike Shox de várias molas, Camisas de Rinoceronte da Ecko, boné da
Von Dutche e jacketas tri estraipes da Adidas, dava rolés pela cidade em sua motinha scooter Honda lead 110, na cor vermelha com rodas de liga leve e luz neon dourada, azarando as menininhas( rampeiras marias-gasolina) e tirando onda com a rapaziada.

Lembro que um dia visitei meu primo, foi no café da manhã . Antônio estava acostumado a ter na mesa sempre muita fartura , com leite Elege integral, torrada Bauduco, Bolo de milho feito com farinha Rosa Branca, pão francês quentinho da padaria do Silvão ( que a empregada, dona Sucleide, ia buscar bem cedo), com mais de 5 tipos de queijos(Mussarela, Chedar, Prato, Ricota, Minas...) presunto da Sadia, suco Minute Meide Mais de maracujá, Nescau Power, Ovo maltino, Cuscuz feito pela empregada com farinha da Granfino e uma cesta cheinha de várias frutas, algumas até fora da época ou dificeis de encontrar, como cerejas frescas de verdade.
Eu nunca tinha visto nada como aquilo antes, já que lá em casa só entrava no máximo uma mortandela com pão dormido e aquelas tais de bebidas lacteas(que nem leite é) Vida Plus da Marajoara.


Ele tinha muitas parafernálias tecnológicas, como computador Petium Dual core com 3 gb de RAM, LapToc da Dell, Playstation 3 e Tv de Plasma Full agadê da Semp Toshiba. No natal do ultimo ano , ele recebeu ,de presente de seus pais, um daqueles aparelhos tecnológicos que servem pra tudo, um tal de 'Mp-alguma-coisa'. O aparelho vinha em uma caixa cheia daquelas letrinhas de japonês( escrita do Tinhoso) e era fabricado no outro lado do mundo, na China. No aparelho e na caixa ainda vinha uma imagem de uma maçã mordida que só pode ser coisa ruim porque faz lembrar o pecado original , quando a vagabunda da Eva condenou a humanidade por ser curiosa e comer do fruto da árvore proibida.






" Evangélico de berço , me arrepiei todo quando vi as coisas escritas na caixa e tomei o maior susto quando ele veio querendo me mostrar o que aquele negócio fazia. Só podia ser obra de Satanás: o aparelho sintonizava TV, Radio FM, Internete, Blutufi, gravava voz, batia foto, filmava , fazia video-conferência, tinha joguinhos e tudo o mais. Diziam até que a maquina podia falar sozinha, ser usada com ferro de passar, esquentar marmitex e verificar pressão sanguínea!

Aqui em casa, eu me contentava com minha tv de tubo de 14' da Phillipis e um trambolho de um Master Sistem 3 super compact, sem fio, com Alex Kid na memória.


Meu primo estava sempre com o aparelho e vivia acessando a internet em todo o lugar. Quase morreu de scooter porque entrava na rede quando dirigia( a motinha deu PT no acidente).Ele só queria saber do aparelho e largou a namorada(a lorinha lindinha da Kelly. Que belas coxas ela tinha!) e a escola , andando maltrapilho para cima e para baixo , fedendo a saco suado, cloro e bunda suja.

Mais ou menos nessa época, ele veio querer me mostrar um site de sacanagem com um vídeo pornô onde o cara peida na cara da mulher. Eu recusei , claro, e foi ai que eu percebi porque meu primo estava tão aficionado. Ele estava sendo tomado pelo tal aparelho japonês!

Certo dia , eu estava indo ao centro da cidade comprar, num brechó, um blusão xadrex para poder cortejar a Josefa( eu já tinha pagado a taxa de namoro e tava tudo liberado pelo Pastor Bruno Tule) que , se Deus quiser , será minha futura esposa( Josefa tem seios fartos e aposto que consegue alimentar a uma ninhada de filhos meus! Oh Glória!) e peguei um ônibus. Me sentei logo no banco do 'vai-com-Deus' ( aquele logo do lado do motorista) e comecei a mentalizar o Salmo 37. Ouvi sons estranhos, como que gambás no cio, vindos do fundo do ônibus e resolvi dar uma olhada. No banco atrás do que fica em cima da roda, vi meu primo Antônio se mas-turbando usando o aparelho! Aparecia, na tela do tal MP-alguma-coisa, uma imagem de uma vagina arrombada , daquelas de atriz pornô e assistente de palco do programa do Faustão."


"Ele nem reparou que eu estava ali. O fogo do Reteté subiu até minha cabeça e eu ouvi na minha mente as palavras do Nobríssimo Pastor Lawrence:

-'Chuta que é macumba, irmão'!

Não deu outra: dei 5 passos para trás e me preparei como o Roberto Carlos pronto para bater um falta de longa distância. Pimba! Um chutaço em cheio no aparelho e nas bolas de Antônio. Meu primo desmaiou de dor e o Mp voou, acertou o vidro e caiu bem do meu lado. Vi que o negócio mostrava uma tela vermelha como o sangue e uma imagem macabra de Lucifer em preto. Catei o aparelho e levei ao Pastor Bruno Tule que mostrou a todos os fieis no culto da 19:00 de domingo e tratou de destruir o artefato em uma fogueira santa de Israel.

Meu primo voltou a sua vida normal de antes. Pena que ele ainda é ateu. Depois do caso, ele não fala mais comigo.

A paz "

4 comentários:

Bonequicha disse...

Chuta que é macumba...

Anonymous disse...

bonequicha, a boneca bicha

Anonymous disse...

tem q pagar pra namorar?

Julie' Bellamy' Turner.' disse...

- "Blutufi, agadê"

Tu num sabe escrever não, cumpadi?

- Chuta que é macumba, irmão!

^ Essa frase fez o meu dia, kkk'

Postar um comentário