domingo, 19 de junho de 2011

Escapei das unhas do neonazismo

Pastor, meu nome é José Feuerbach, e moro em Santo André-SP. Como deu pra perceber pelo meu nome, sou descendente direto de alemães. Como bons alemães não seguidores de Jesus, meus pais eram viciados em cerveja, e por isso sempre fui pobre e acabei sendo obrigado a estudar em escola pública. Nela sofri muito bulin, meus amiguinhos me chamavam de lagartixa e girafa, às vezes girafixa ou lagartaxa, porque eu sempre fui muito alto e branco. Após anos de sofrimento e perseguição, consegui terminar o ensino técnico, mas fiquei marcado pelo ódio e pela baixa estima.

Consegui emprego numa montadora da Volkswagen, onde muitos alemães trabalhavam, e logo me vi cercado de pessoas mais parecidas comigo, o que me fez muito bem, pois ninguém me chamava mais de branquelo viado. Dentre os outros trabalhadores havia um grupo de carecas que sempre me cumprimentava muito cortesmente quando eu passava, falando coisas em alemão que eu não entendia; mas como minha família, embora alcoólatra, me deu um pouco de educação, eu sorria e cumprimentava de volta os sujeitos, que pareciam satisfeitos com isso.

Um dia eu voltava pra casa no final do expediente, quando, ao passar em frente ao bar do seu Manuel, um senhor negro que bebia um quartinho de cachaça me interpelou:

- Ei, varapau, tem um fóscro aí preu ‘cender meu cigarro?

Embora sem evidente intenção de me ofender, aquele “varapau” no meio da frase do sujeito me encheu de raiva por me fazer lembrar dos tempos do colégio. Sem querer acabei dando uma voadora no peito do senhor, que caiu no chão desmaiado (ou morto, até hoje não sei). Nesse exato momento passava o grupo dos carecas da fábrica, que, ao presenciar o ato de minha fúria, ao invés de me recriminar me levou para longe enquanto me congratulava:

- É isso aí, você deu uma lição naquele preto safado!

- Tição é feito pra apanhar mesmo!

- Esses macacos deveriam estar numa jaula!

Quando dei por mim estava no quarto da casa de um dos carecas que morava com a vó, uma senhora muito simpática que nos ofereceu bolo de chocolate e coca-cola. No quarto do sujeito havia vários pôsteres de Hitler, esculturas de águias, cruzes penduradas nas paredes e uma suástica enorme.

 

Percebi que estava no meio de nazistas, e fique um pouco tenso, pois já tinha ouvido nesse grupo sabia que eles, sob o comando do ditador Hitler, haviam causado uma guerra na Europa há muito tempo, e exterminado milhões de judeus inocentes. Quando expliquei isso aos meus colegas, eles riram e disseram que tudo isso era mentira, uma invenção feita pelos judeus para desmoralizar a imagem do grande Adolf, o maior líder que esse mundo já havia presenciado. E, enquanto comíamos o bolo da dona Ingeborg, seu neto me contou a história do nazismo.

Disse que Hitler havia sido um gênio que salvou a Alemanha de um desastre econômico. Segundo o grande líder, a raça ariana (alemães) era superior a todas as outras raças porque vivia no frio, tinha olhos azuis e cabelos louros. Hitler lutou para levar a raça ariana ao resto do mundo, tornando-o assim mais bonito e feliz, mas os EUA e a Rússia não gostaram disso e se uniram covardemente para destruir a pobre Alemanha numa guerra tremendamente injusta. Por isso que, mesmo sendo superior, Hitler perdeu e teve que se matar, pois não agüentava ver sua querida nação sucumbindo pela injustiça.

Depois dessa aula, o grupo me convidou para fazer parte do nazismo. Eu, que estava encantado com a história dos meus antepassados, aceitei na hora. O primeiro passo era adotar um nome alemão. Pensei em Hans, mas esse já era o nome do neto da dona Ingebord, o líder do grupo, e portanto estava restrito a ele (seu nome real era Aparecido). Havia já dois Fritz, três Klaus e um Günter, então escolhi o nome Thor, que era um deus ariano.

A partir daí minha vida mudou completamente. Virei skinhead (cabeça pelada, em inglês), ou seja, raspei minha cabeça, só andava de coturno e de macacão. Nas ruas, mostrava toda a superioridade da raça ariana atacando, junto com meus sete amigos, negros, homossexuais, nordestinos e punks que andavam sozinhos pelos cantos. Nas reuniões do grupo, que eram realizadas no quarto de Hans, adorávamos Hitler, lamentávamos sua derrota injusta, e acariciávamos as glandes uns dos outros (skinhead se refere não à cabeça de cima, mas a de baixo), já que nosso maior líder havia sido homossexual. Mas nossa atividade mais frequente era a de sentir raiva. Gastávamos a maior parte do tempo das reuniões sentindo raiva porque não nascemos na Europa, sentindo raiva dos anti-nazistas, sentido raiva de Hitler ter perdido a guerra, sentindo raiva dos comunistas, enfim, sentir raiva é a atividade padrão dos neo-nazistas. Para nós o mundo era puta injusto, meu.

Um dia, enquanto andávamos pela rua sentindo raiva do bolsa-família por sustentar um bando de nordestinos inferiores, vimos ao longe um homem negro, vestido num terno preto muito elegante, andando de bicicleta e segurando uma bíblia na mão. Ficamos muito animados, e nos organizamos esperamos o momento de demonstrar a superioridade ariana surrando aquele negro indefeso. Quando a bicicleta se aproximou do grupo, Hans falou:

- Ei, seu preto sujo, seu deus nein ixiste - (esqueci de mencionar que os nazistas são ateus)

- Meus jovens, poderiam fazer a delicadeza de me conceder a passagem? Preciso ministrar um culto em poucos instantes – disse o homem, muito calmamente, para nossa surpresa.

- Que Mané culto que nada, seu preto fidido! Nóis vai é detonar cuntigo, porra! – disse Hans, avançando em direção ao homem, seguido do resto de nós.

Mas, não sei como, o homem pulou da bicicleta dando uma cabeçada em Hans, e gritando:

- HUMANÓIDES MALDITOS, VÃO APRENDER A NÃO MEXER COM UM SERVO DE DEUS!!

Só vi Hans cair inconsciente e em seguida o homem dava vários golpes de capoeira no resto do pessoal, que tombava com os dentes quebrados, as pernas fraturadas, a cabeça rachada. Quando por fim só sobrei eu, me ajoelhei e disse:

- Me perdoa, Jesus, que eu não sabia o que fazia!!

O homem parou em minha frente, colocou a mão sobre minha cabeça e disse: está perdoado.

Nesse momento não pude controlar minhas lágrimas, que escorreram torrencialmente pelas minhas faces, atrapalhando minha vista. Quando finalmente me controlei, o homem havia sumido.

Atordoado com tudo aquilo, vaguei sem destino até encontrar uma Igreja do Primeiro Impacto, onde entrei e contei a minha história ao pastor Juvenal Piedade. Este me explicou que eu provavelmente havia me encontrado com Jesus Cristo em pessoa, que tomou a forma de um pastor típico da IPI (negro, elegante e bastante culto) para nos ensinar que não existe essa bobagem de superioridade racial.

Naquele mesmo dia me converti ao cristianismo e abandonei a praga do neo-nazismo. Hoje sou um conceituado obreiro da IPI e me casei com a irmã Lucileide, uma baiana de cor de canela que é a coisa mais linda de Jesus!

A paz.

43 comentários:

Anônimo disse...

HEIL JESUS o/

eh isso ai amiguinho, temos que lutar e exterminar os neo-nazistas, eles são uma praga, uma doença que contamina o corpo do cristianismo. Essa conspiração neo-nazista vai acabar, a purificação começou
HEIL JESUS o/

Anônimo disse...

Não sei o que é pior, os neo nazistas, os ateus comunistas gueis(redundÂncia), as feministas lésbicas ou os católicos idolatras.....

Tod disse...

uma ateia vegan feminista e nazista seria pior, se bem que chamam as feministas de feminazistas justamente por serem bem parecidos, então acho que feminismo e nazismo da no mesmo

Vick disse...

Hitler não se matou, ele foi assassinado kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

sou ateia, mulher e não sou lesbica, tanto que nem preciso mentir, essa minha conta é fake,posso falar oq quiser mesmo bando de idiotas kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Missionário J. J. Junior disse...

A corrente histórica mais aceita é que Hitler se matou sim, pode ler na Wikipedia

Pastor Paulo Tarso de Oliveira disse...

Hitler matou Eva Brown e seus demais servos com pílulas de cianureto. Depois explodiu a cabeça com um revolver.

A parte do Pastor de terno, com a Bíblia na mão e de bicicleta me lembrou momentos felizes deminha vida! Chorei de emoção!

Aleluia!

Anônimo disse...

Hitler era cristão.

Anônimo disse...

Hitler apoiava o comunismo antes de ser traido pela URSS.

Anônimo disse...

Hitler jamais apoiou o comunismo; ele apenas se aliou momentaneamente a Stálin. Aliás, antes dos judeus, os comunistas alemães foram os primeiros a serem perseguidos durante o governo nazista.

Anônimo disse...

E Hitler cristão é uma piada de mau gosto. A base da ideologia nazita era o evolucionismo darwiano, que é justamente o oposto ao criacionismo cristão.

Anônimo disse...

Enfim, ateu é tudo burro mesmo.

Tod disse...

hitler não era cristão, hitler era ocultista ateu

Pastor Paulo Tarso de Oliveira disse...

Hitler não acreditava em Deus realmente(era ateu) e usava tanto a religião( catolicismo, paganismo nórdico) quanto o ocultismo para manipular as massas.

Esse papo de Hitler cristão é lorota de ateu que acredita em qualquer besteira que seus 'ídolos ateístas escrevem seus livros e sites.

Anônimo disse...

As crenças nazistas estão mais para Teosofia que para qualquer outra coisa, pois na Teosofia extraimos as noções da raça ariana, que a última raça( arianos) deveria usurpar a primeira( que Hitler afirmou serem os judeus), mundo oco, Lemúria e etc.

Mas , infelizmente, ateus não estudam estas coisas e nunca ouviram falar nisso.

AnjoDARK disse...

Hitler era cristão sim infelizmente!! Mesmo assim detesto-o!! O pior cristão que já existiu!
Desta vez concordo um pouco convosco pastores! Os Nazis foram sem dúvida o mal que existiu na Terra!
Outra coisa: não culpem também os ateus, mulheres, vegetarianos, homossexuais, canhotos... São muito melhores do que esses nazis!!

Anônimo disse...

Existiu não, existe.

uoltiguilhoti@yahoo.com.br disse...

Onde fica esta igreja do primeiro impacto ?

Anônimo disse...

Veja o que Hitler disse em um dos seus discursos:
Como um Cristão amoroso e como um homem, leio a passagem que nos conta como o Senhor finalmente se ergueu em Sua força e apanhou o azorrague para expulsar do Templo a raça de víboras. Como foi esplendida a sua luta em defesa do mundo e contra o veneno judeu. Hoje, depois de 2 mil anos, é com muita emoção que reconheço, mais profundamente do que nunca, o fato de que foi em nome disso que Ele teve que derramar Seu sangue na cruz. Como cristão tenho o dever de não me deixar enganar, tenho o dever de lutar pela verdade e pela justiça. E como homem, tenho o dever de zelar para que a sociedade humana não sofra o mesmo colapso catastrófico que sofreu a civilização do mundo antigo 2 mil anos atrás – uma civilização que foi levada a ruína por esse mesmo povo judeu.”

Anônimo disse...

/\

Isso é só para manipular as massas. A ideologia nazista esta completamente apoiada no evolucionismo, que é um dos dogmas da religião ateia.

E a propóstito, o irmao tod tem um artigo que a derruba :

http://igrejadoprimeiroimpacto.blogspot.com/2011/03/derrubando-teoria-da-evolucao.html

E tem mais outros saites de vídeos que derrubam a evolussão.

http://www.youtube.com/watch?v=Mx1-lDFxSJQ

http://www.youtube.com/watch?v=5Pb5u1GXrQE

Anônimo disse...

Eu digo em nome de RAH que esse igreja ira cair sobre a cabeça de vocês seres ignorantes e renegados!
O poder a minha cedido pelo lado negro da força ira fazer com que vocês sofram para que se tornem justos e para que não usem mais de palavras em vão para agir contra os meus aliados!!
Pastores um dia vocês seram meus cavaleiros negors!

Anônimo disse...

/\

O poder de deus nunca será inferior ao de fausos deuses(demonios)

A biblia diz que só DEus é deuys e o resto, demonio

Anônimo disse...

Pastor tod:
Hitler era de fato evolucionista e cristão.
Nem todo cristão nega o evolucionismo.

E a igreja protestante apoiva o nazismo.

Anônimo disse...

Os ateus preferem aceitar a mentira de que Hitler era cristão só para atacar ao cristianismo.

Isso é fundamentalismo(ortodoxismo) e foi este tipo de atitude que geraram tanto o nazismo, quanto as cruzadas e o 'terrorrismo'.

Sou ateu e tenho vergonha desses ateus que preferem crer em mentiras só para reafirmar seu ponto de vista.

Anônimo disse...

Hitler mentiu e mentiu em seus discursos. Os ateus se esquecem disso e pegam atitudes específicas, que jamais poderiam representar o todo do nazismo, somente para dizer que Hitler era cristão. Isso é uma babaquice tremenda. Se julgam tão inteligentes, mas não são capazes de pensar que só porque um ateu foi ruim não significa que todos os ateus são ruins? Vão cair no mesmo discurso dos fanáticos só porque querem figir dele? Ah, deixem de ser imbecis. Isso só prova que existe fanatismo em todos os lados, e que a grande maioria dos ateus não passa de uma massa manipulada e sem mente assim como os fanáticos religiosos.

Anônimo disse...

Na realidade caros irmãos da fé , o tratado que Hitler fez com Stalin não foi nada mais que um tratado de não agressão .

matt disse...

Como é que vocês esses tal neo nazistas batiam em punks?Vocês devem estar se referindo aos emos pq os punks já tinham te "esgurmitado" há décadas!Bom, você encontrou JESUS CRISTO?
Vou guardar meus comentários pra min mesmo.

Cabeção disse...

caracas...é foda ver tanto ignorante.

Uma pergunta aos cristãos de plantão...(não ou ateu)

Me respondam:
-Eva após comer o fruto da árvore do conhecimento do bem e mal acabou fudendo tds...então pode-se entender que estar com Deus é viver em completa ignorância?!

Tod disse...

Não na ignorância e sim na pureza, pois Deus é puro e temos que ser tão puros quanto ele para estarmos na sua presença. Isso é bíblico.

Anônimo disse...

"IGREJA DO PRIMEIRO IMPACTO" hahaha
Mas que piada, cara!

Caçador de-crentes #1 disse...

ei Tod porque voce nao faz um stand up!? esse blog de humor tem muito sucesso a todos os caras que se irritam pelas postagens desses caras..sao trolls hahaha

Anônimo disse...

Sou contra os nazi.
Mas independente disso essa é a Estória mas idiota q ouvi até hoje,

lucas disse...

Ateu nao tem feminino, voce e ateu, mulher ou nao.

lucas disse...

Se você estudasse alguns discursos de hitler notaria que ele e cristao, a religiao e gasolina para o odio neste mundo, hitler acreditava que fazia a mensagem de deus, ele nao e diferente dos pastores deste site e de outras igrejas fanaticas, uhul mano, vo me vestir mo zuado e formar uma gangue que mata crentes o/

lucas disse...

se voce queimar ela pelo menos filma

lucas disse...

cala boca sua bixona

lucas disse...

bom, agora so falta encontrar a igreja e a gente queima ela

lucas disse...

sua alma e minha, muahahaha, voce vai tar no inferno fazendo DP com uma esfinge e um baphomet seu filho da puta

Anônimo disse...

Hitler era um católico fervoroso. Ele constantemente mencionava em seus discursos que acreditava em seu "direito divino de governar" e acreditava fielmente estar fazendo a vontade de Deus ao exterminar os judeus.

Outra coisa: não é fé em "ídolos ateístas". São documentos históricos e gravações que comprovaram isso.

Anônimo disse...

eu sou evangélico e sou Nacional-Socialista(Nazista é só uma forma de nos estigmatizar) e isso aí n tem nada a ver, sou um Moura e minha família é de origem portuguesa, uma das poucas famílias de religião judias que eram portuguesas, meu lado da família é um dos mais preconceituosos e mesmo assim isso não me impediu de ser um Nacional-Socialista e ser tratado como igual, não abandonei e nem vou abandonar minha fé, esses skinheads são uma aberração a nossa ideologia afinal somos todos brasileiros e devemos defender nosso país, pesquise mais e entre no Stormfront cara.

Anônimo disse...

(esqueci de mencionar que os nazistas são ateus)

'-' Nazistas são cristãos, se vocês pesquisarem, e lerem mais, iram ver, que Hitler era católico, e em seu livro agradecia a deus todos os dias.

Anônimo disse...

CAPÍTULO 53
1 QUEM deu crédito à nossa pregação? E a quem se manifestou o braço do SENHOR?
2 Porque foi subindo como renovo perante ele, e como raiz de uma terra seca; não tinha beleza nem formosura e, olhando nós para ele, não havia boa aparência nele, para que o desejássemos.3 Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum. CONTINUA EM BAIXO

Anônimo disse...

4 Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido.
5 Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.

Anônimo disse...

6 Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos.
7 Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca.

Postar um comentário