quarta-feira, 12 de junho de 2013

Outbeck, pura enganação

Relato do fiel Roland Camargo Borges, da IPI de Cascadura, Rio de Janeiro. Ditado, não redigido e não lido.

"Olá, amigos. Tudo bem?! Meu depoimento é sobre um desses restaurantes chiques e como eu fui enrolado quando fui ao lugar.




Ouvi falar muito bem desse tal de autibéqui, que é um restaurante mais que chique, que você pode comer uma costela de porco muito da boa e beber a vontade.
 Assim que meu vencimento saiu, catei a patroa, deixei os moleques na sogra e fui pro autibéqui mais próximo daqui. Assim que cheguei, peguei uma fila grande e depois de tanto esperar recebi um treco quadrado que fica vibrando e brilhando na sua mão. Fiquei mais de hora esperando sentado num banco, e com aquilo brilhando e tremendo pra mais de 40 minutos, já estava dando nos nervos aquilo. Até que fui até a senhora da portaria reclamar:

- O minha filha, tô com 47 reais pra gastar aqui e você fica aí me enrolando. Não gosta de ganhar dinheiro não? Olha que não te dou gorjeta depois, aí vocês arreclama.

Ela viu que eu tava falando muito do sério e me levou pra mesa. Como estava portando grande quantia, nem me dei ao trabalho de olhar o cardápio, eu sabia o que queria: pedi a tal costela e Aice ti pra beber. A minha mulher gosta muito, já bebeu várias vezes escondido na casa da patroa . O garçom me explicou que a bebida é refiu e que eu podia beber o quanto quisesse. Então , pra economizar, eu ia beber o mesmo que a patroa, no copo com ela, aí pagava metade. 

Enquanto esperava fui reparando no lugar: feito de madeira mal acabada, parecendo barraco de pobre, até a casa do meu vizinho Nicolau ( que é pão duro) é melhor que aquilo ali. Não vi quase nada de alvenaria...E a decoração, cheia de osso velho e pedaço de pau torto era mais feia ainda. A pobreza era tanta que eles estavam até economizando na luz, que tava fraquinha, mal dava pra ver minha patroa. Quase que eu pedi pro garçom acender a luz mesmo, mas minha patroa, a Edileusa, ficou com vergonha e implorou pra eu não falar nada. 

Antes do prato principal o garçom trouxe um aperitivo, um pão preto de tão queimado, que recusei de pronto. Me oferecer pão queimado só porque sou pobre é a mais pura sacanagem com a minha cara. Enfim o prato veio e só nessa hora que eu aprecebi da garçom que nos atendeu. Eu antes achei que fosse homem mas era uma mulher gordinha que tinha a cabeça raspada dos lados, uma dessas lésbicas. Ela ainda por cima segurava o prato enfiando o dedo na costela, que de costela só tinha os ossos, porque a carne já tinha sido comida, muito provavelmente pela sapatão. Não achei nada demais nos pequenos nacos de carne que consegui comer ( a que o Neca faz no bafo, lá no bar perto de casa, é bem melhor). Menos mal que com a costela vem um pratinho com uma sobremesa bem gostosa de maça com canela ( que comemos depois de roer os ossos). 

Pior que nesse tão lugar só tem doido varrido. Toda hora eles ficam gritando 'aee' e batem palmas pra assustar os clientes. Maior loucura, parecia até que o Sergio Malandro estava ali apresentando a porta dos desesperados. Quando eu puxei um cigarrinho de palha ( ungido), que não tem nicotina e não faz nenhum mal (então é completamente permitido), pra fumar ali, me disseram que não podia. Foi a gota dágua. Pedi a conta, que deu mais do que eu tinha em notas ( 47 reais). Tive de catar moeda na bolsa da Edileusa pra pagar e não ficar lavando prato. Ainda por cima, depois disso tudo, não me deixaram sair com minha caneca de brinde que todo mundo ganha quando vai no autibequi. Muita safadeza! Nunca mais volto lá. E recomendo aos irmãos a nunca pisarem neste lugar. Se quiserem comer uma costela, venham ao bar do Neca, que fica perto ali do viaduto, e ele ainda serve umas batatinhas calabresas com a costela que é uma dilicia!"

6 comentários:

Anônimo disse...

Hahahahahahahahahaha
Que besteira

Anônimo disse...

WTF? kkkkkkkkkkk que merda conseguiram se superar principalmente nos erros de português kkkkkk. So não ganha do "O Don Juan da Cracolândia" kkkkk muito insano.

Anônimo disse...

Leia mais uma vez. Acho que você vai se surpreender ao perceber quem é o real burro.

Anônimo disse...

Ermãos, Satanas esta porai, cuidado, nunca se sabe quando ele vai ataca.

Matheus Gamarra disse...

SEM PALAVRAS PELA BURRICE DESSE CARA.

Henry Gottschall disse...

Escuta... Ou você tem demência ou é muito bom em comédia né? Se na porra do restaurante ta falando pra não fumar por que você tentou o mesmo? Não sabe nem escrever OUTBACK e fica falando merdas... Cômico

Obs: Escrevi formalmente pra esse cara aprender a escrever direito :D

Postar um comentário